Suspeito de ter matado ex-companheira em loja de tintas é preso

Paulo Rodrigo Juvêncio é o principal suspeito de ter matado Aline Aparecida de Moura a tiros no último dia 11 de junho, em uma loja de tinta

São Paulo — Um homem suspeito de matar a ex-companheira a tiros em Sorocaba, no interior de São Paulo, foi preso na manhã desta sexta-feira (21/6) no Terminal Barra Funda, na zona oeste da capital. Paulo Rodrigo Juvêncio, de 43 anos, estava foragido desde 13 de junho, data do crime.

Aline Aparecida de Moura, de 34 anos, foi morta na loja de tintas em que trabalhava na Avenida Paulo Emanuel de Almeida dois dias antes. Para entrar no estabelecimento, seu ex-companheiro se passou por um cliente. Na fuga, ele ainda roubou um veículo.

Ele foi localizado a partir de informações do serviço de inteligência e localizado por uma equipe do 4º Batalhão de Choque da Polícia Militar. Durante a abordagem de um homem com características semelhantes às do suspeito, a identidade foi confirmada. Nada de ilícito foi encontrado com ele.

Reprodução/ Street View

Paulo Rodrigo Juvêncio foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa de São Paulo (DHPP).

Motivação do crime

À época, as investigações suspeitaram que Paulo não havia aceitado o fim do relacionamento com Aline e por isso realizava uma série de ameaças à vítima.

Familiares disseram que a mulher passou a sofrer constantes intimidações nas duas semanas que antecederam sua morte. Além disso, a polícia ainda investiga se o ex-namorado também não é o responsável por ter ateado fogo na moto da vítima, 20 dias antes do ocorrido.

Segundo a delegada Alessandra Silveira, Aline já tinha duas medidas protetivas contra Paulo desde março deste ano.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas