domingo,26 maio 2024

Com aumento de 40%, Acre é o 5º estado da Amazônia Legal com mais conflitos por terra

Suene Almeida, ContilNet

Dados do relatório Conflitos no Campo Brasil 2023, divulgados pelos pela Comissão Pastoral da Terra, revelam que o Acre foi o quinto estado da Amazônia Legal com maior número de conflitos por terra, com um total de 84 ocorrências.

Em todo o país foram 2.203 conflitos no campo, desse total, 1.034 aconteceram em estados da Amazônia legal.  No Acre, o total de conflitos no campo apresentou um crescimento de 40% em 2023, quando comparado com o ano anterior, quando foram registradas 60 ocorrências.

Em todo o ano passado, os conflitos no campo afetaram pelo menos 8.656 famílias. Em 2022, cerca de oito mil foram atingidas, aponta o relatório. Em toda a Amazônia, os conflitos mais registrados foram por terra (883) e por água (95).

Segundo o relatório, o aumento da violência se deu, em especial, na região de fronteira entre os estados do Acre, Amazonas e Rondônia (região da Zona de Desenvolvimento Sustentável Abunã-Madeira), que tem se tornado centro de grilagem para exploração de madeira e criação de gado, com altos índices de desmatamento.

A Amacro registrou, ainda, 8 dos 31 assassinatos registrados em conflitos no campo em 2023. De acordo com o relatório, as principais vítimas de violência em conflitos agrários são os pequenos proprietários, indígenas, trabalhadores se terra, posseiros e seringueiros.

 

Últimas