sábado, 24 maio 2024

Programa Minha Casa Minha Vida deve gerar mais de 6,5 mil empregos no Acre, diz Fundape

Suene Almeida, ContilNe

O programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, chega ao Acre gerando impacto positivo na geração de emprego e renda.

Dados do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre, com análises dos pesquisadores da Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária no Acre (Fundape), apontam que, no Acre, novos 6.583 postos de trabalho serão criados durante a execução do programa, em 2024 e 2025.

Do total, o Governo do Estado será responsável por gerar 3.989 novos postos em Rio Branco e Xapuri, representando 61% dessas vagas, aponta a Fundape.

Já a prefeitura de Rio Branco deve gerar 2.346 novas vagas de emprego, enquanto a de Cruzeiro do Sul será responsável por gerar 246 novos postos de trabalho, respectivamente.

O investimento total na execução do programa nesses dois anos será de R$ 390 milhões, o que consiste em 1,83% do Produto Interno Bruto (PIB) do estado do Acre.

Rio Branco será beneficiada com 2.200 unidades habitacionais, detendo 91% do total de moradias destinas ao Acre. Cruzeiro do Sul e Xapuri com 100 unidades cada.

Ainda de acordo com o boletim da Fundape, quase 4 mil novas vagas devem ser de trabalhos indiretos, ou seja, aqueles que não estão diretamente ligados às empresas construtoras, mas que são gerados como resultado das operações ou do impacto econômico da atividade.

Segundo A Secretaria de Estado de Habitação e Urbanismo (Sehurb), no Acre, o déficit habitacional é mais de quase 24 mil unidades.

Últimas