Núcleo de Educação de Cruzeiro do Sul realiza Projeto EJA Leitores

A Escola Valério Caldas de Magalhães, referência em todo o estado na Educação de Jovens e Adultos (EJA), realizou na noite da última sexta-feira, 16, a culminância do Projeto EJA Leitores.

O projeto, realizado todos anos, nasceu com o objetivo de incentivar a leitura entre os estudantes da modalidade de ensino. O empenho e a dedicação dos alunos, professores e equipe gestora ficou bem visível no trabalho exposto em cada ambiente.

A interdisciplinaridade foi a responsável em trazer para o projeto assuntos como genética, formação celular, matemática, representada por meio de jogos, e a física, ensinando sobre misturas. Todas as produções seguiram o objetivo do projeto, que buscou despertar o gosto pela leitura.

Aluno da EJA, Mateus Conceição, declamando poesia. Foto: Assessoria

A coordenadora do Núcleo de Educação em Cruzeiro do Sul, Ruth Bernardino, o coordenador da EJA em Cruzeiro do Sul, José Adriano, e a chefe da Divisão da EJA da Secretaria Estadual de Educação, Jeane Aguiar, estiveram prestigiando a execução de projeto. Jeane Aguiar, que visitou todos os ambientes, elogiou o empenho dos estudantes e equipe gestora.

“Cruzeiro do Sul realmente está se transformando, tem se consolidado como uma referência na educação de EJA. A Escola Valério Caldas realmente tem feito um trabalho belíssimo, por isso estamos aqui pra prestigiar e acompanhar essa atuação. Tem me enchido de orgulho e muita satisfação ver a Educação de Jovens e Adultos com pessoas compromissadas com a educação e primando tanto pela qualidade”, destacou Aguiar.

As salas de aula se transformaram em ambientes temáticos, passando pelos antigos mosteiros na idade média, até o nordeste brasileiro, uma verdadeira exposição de criatividade. Ainda durante o projeto, alguns estudantes estiveram realizando apresentações de poemas e paródias. Mateus da Conceição, de 24 anos, por questões de saúde, não conseguiu concluir o ensino médio na idade/série. Hoje, na EJA, ele tenta recuperar o tempo perdido. Mateus foi um dos estudantes que recitou um poema e disse que a EJA vem mudando a vida dele.

“Fico feliz em estudar. Primeiramente, é uma oportunidade que eu tive graças a Deus. E não foi fácil. Tive muitas lutas pra chegar até aqui, mas a escola também me ajudou até demais. Então, hoje eu faço parte dessa família e sou muito agradecido a Deus por isso. É um momento de aprendizado, de crescimento na vida”, comentou.

A coordenadora do Núcleo de Educação de Cruzeiro do Sul acompanhou a atividade e comentou sobre o projeto: “É muito gratificante ver o resultado do trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe da EJA. O programa de incentivo à leitura, com interface com outras disciplinas, é um sucesso, e essas ações envolvem os alunos e evitam a erradicação escolar”, comentou Bernardino.

Chefe da Divisão da EJA da SEE, Jeane Aguiar, em seu momento de fala durante a solenidade. Foto: Assessoria

A Escola Valério Caldas de Magalhães atende, atualmente, cerca de 700 alunos da EJA e já foi agraciada com prêmio de gestão por projetos voltados ao meio ambiente. O diretor da instituição, João Nery, agradeceu aos envolvidos no projeto e disse que o segredo do sucesso é uma equipe compromissada com a educação.

“Temos buscado ser exemplo na Educação de Jovens e Adultos. Estamos sempre nos empenhando ao máximo nos projetos que a escola executa aqui na cidade. A escola é um exemplo para a modalidade de ensino. No passado, nós tínhamos um projeto de meio ambiente que foi referência no estado todo. Chegamos a conquistar um prêmio de gestão. Agora estamos nos envolvendo, nos empenhando mais na parte didática, que é o projeto de leitura, no qual tivemos o empenho massivo dos alunos, com a orientação da direção, dos professores, dos funcionários, e chegamos ao resultado de hoje, um evento belíssimo, um projeto que, ao meu ver, é de suma importância para a educação e principalmente para a EJA”, enfatizou o diretor.

Últimas