Homem tenta destravar cadeados, não consegue e morre carbonizado dentro da própria casa

O trabalhador autônomo Francisco Silva Souza, de 55 anos, morreu carbonizado dentro da própria residência na noite deste domingo (18), na Avenida Sobral, bairro Ayrton Senna, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

Segundo informações da esposa da vítima, a família estava na casa, que é de madeira, quando o incêndio começou, causado por um suposto curto circuito. No local também havia muitos produtos plásticos, pois Francisco era crediarista (vendia produtos no crediário) e as chamas se alastraram muito rápido, dando tempo apenas de tirar o filho e a esposa, com poucas coisas da casa.

A esposa e o filho saíram pela porta dos fundos e Francisco ficou preso dentro da residência, pois tentou sair pela porta da frente, que é gradeada e estava trancada por cadeados, impedindo que a vítima abrisse e saísse do local. O homem morreu dentro da residência e teve o corpo carbonizado pelo fogo.

Vizinhos que perceberam as chamas e o pedido de socorros das vítimas acionaram o Corpo de Bombeiro Militar, que enviou um veículo de salvamento e dois caminhões de combate ao incêndio para o local. Ao chegar no local, o fogo já tinha tomado toda a residência e somente o filho do casal e a esposa estavam na parte de fora, Francisco estava dentro da residência, mesmo assim, foi jogada muita água e depois de duas horas o fogo foi apagado e o corpo do trabalhador foi encontrado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi acionado e não pode fazer nada pela vítima, a não ser atestar a morte de Francisco.

A Polícia Militar controlou o trânsito na Avenida Sobral e isolou a área para o trabalho da Perícia Criminal. O corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser feito os exames cadavéricos.

O laudo sobre o incêndio ficará pronto em 30 dias.

FONTE: CONTILNET NOTÍCIAS

Últimas