Bolsonaristas do Acre continuam ‘trabalhando’ para impedir a posse de Lula

edição e um golpe militar coma ruptura do Estado Democrático de Direito.

Mesmo com as duras manifestações do Supremo Tribunal Federal (STF), através do ministro Alexandre de Moraes, contra as manifestações dos bolsonaristas, inclusive determinando o afastamento deles da frente dos quartéis militares e o desbloqueio de rodovias, os bolsonaristas continua mobilizados à espera de um golpe militar.

Em redes sociais, muitas são as manifestações e que o silêncio de Bolsonaro ou algumas de suas ações sinalizam para a possibilidade de golpe. Qualquer gesto do governo, como declarações de Jair Bolsonaro e do general Braga Neto de que “a luta ainda não acabou”, serve de lenha na fogueira da ‘esperança’ dos defensores do golpe.

Ouçam os áudios:

No Acre, o mais fervorosos desses militantes pró-golpe é o ex-servidor comissionado do Acre Previdência, Ruy Medeiros Birico, exonerado do cargo pelo governador Gladson Cameli no mês passado após declarações de que estava pronto “para rasgar o bucho de petistas à faca”. Em grupos de Whatsapp que ele batizou de “Chicote do Povo”, continua a enviar mensagens esperançosas de golpe militar e veem sinal em tudo para o que acreditam vir sendo organizado no país atos de ruptura constitucional para impedir a posse de Lula.

Birico vem demonstrando não temer a caneta de Alexandre de Morares, e nem mesmos a Polícia Federal, que prendeu vários bolsonaristas a pouco mais de uma semana.

FONTE: CONTILNET NOTÍCIAS

Últimas