Paciente de clínica de reabilitação é vítima de maus-tratos e morre

Um funcionário da clínica de Cotia foi preso acusado de matar o paciente

Um funcionário de uma clínica de reabilitação de Cotia, de 24 anos, foi preso acusado de matar um paciente. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o crime ocorreu por volta das 14h30 de ontem (9) na Estrada Velha de Aguassaí. Outro funcionário é investigado.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o paciente com as mãos amarradas para trás, preso na cadeira da clínica de reabilitação para dependentes químicos. Pelo menos quatro homens riem da situação.

Segundo o portal G1, as imagens foram gravadas na sexta-feira (5). Na segunda (8), o homem foi levado para um posto de saúde em Vargem Grande do Sul, cidade vizinha na região metropolitana. Ele tinha lesões pelo corpo. A equipe médica constatou a morte dele em seguida.

O paciente foi identificado como Jarmo Celestino de Santana, de 55 anos. Segundo a Guarda Civil Municipal (GCM), que foi acionada para atender a ocorrência, dois funcionários da Comunidade Terapêutica Efata, onde o paciente estava internado, foram levados para a Delegacia Central de Cotia para esclarecer o que ocorreu.

Em nota, a SSP informou que uma equipe do “GOE deu apoio à ocorrência e, por meio de um áudio em um grupo de mensagem, o indiciado falou para terceiros sobre as agressões que tinha feito. Ele foi preso em flagrante e o caso registrado como tortura na Delegacia de Cotia”.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas