Mulher com transtorno mental é estuprada após ter casa invadida em Rio Branco; criminoso foge

A polícia segue tentando encontrar o criminoso

Uma mulher de 33 anos, vulnerável e com transtorno psicológico, teve a casa invadida e foi vítima de estupro na noite desta terça-feira (9), na rua Dourado, no Conjunto Tangará, em Rio Branco.

A mulher foi socorrida pelos vizinhos/Foto: ContilNet

Segundo informações da polícia, a mulher possui transtornos psicológicos e estava sozinha em casa, quando um homem que não é conhecido da família, mas segundo relatos de vizinhos é morador do Conjunto Tangará, pulou o muro e invadiu a casa, indo até o quarto e acabou estrupando a vítima.

Após o crime, o estuprador saiu da casa da vítima e ficou escondido em uma praça do conjunto, observando a vítima pedir ajuda aos vizinhos, e depois fugiu do local.

Vizinhos rapidamente ligaram para a mãe da vítima e relataram os fatos e, em seguida, acionaram também o Copom, que designou uma guarnição do 1° Batalhão da Polícia Militar até o local.

A vítima foi levada para a Maternidade Bárbara Heliodora/Foto: ContilNet

Os militares foram na residência da vítima e verificaram a veracidade do fato, e pediram apoio ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que deu os primeiros atendimentos e encaminhou a vítima para a Maternidade Bárbara Heliodora, com objetivo de fazer o exames e também tomar remédio para combater ISTs (Infecções  Sexualmente Transmissíveis).

Várias viaturas da PM deram apoio a essa ocorrência e realizaram ronda ostensivas pela área para tentar prender o estuprador, mas ninguém foi encontrado. O caso deve ser registrado da Delegacia da Mulher (Deam).

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas