Gonzaga diz que já era acordado ficar apenas dois anos na presidência da Aleac: ‘Palavra é palavra’

Veja detalhes na coluna Pimenta no Reino, do jornalista Matheus Mello

A Aleac aprovou nesta terça-feira (9) a composição da Mesa Diretora da Casa. O atual presidente, deputado Luiz Gonzaga, foi conduzido ao cargo de 1º secretário. No lugar dele, o deputado Nicolau Júnior foi eleito presidente pela terceira vez.

Em entrevista a coluna, Gonzaga lembrou que quando assumiu a presidência da Aleac, em 2023, havia ficado acordado que ele ficaria no cargo apenas por um biênio. Ao final, ele deveria deixar o posto e dar espaço mais uma vez a Nicolau.

Gonzaga fica no cargo até o final deste ano/Foto: Juan Diaz/ContilNet

“Nós tínhamos o compromisso. Eu assumi já acordado que iria ficar apenas dois anos. Então, palavra é palavra. Eu dei minha palavra e estou cumprindo com ela”, disse Gonzaga.

Destaque

Gonzaga mostrou que é um homem de palavra e posicionamentos fortes. Foi coerente e honrou com o que prometeu. Merece todo o destaque.

A dobradinha que deu certo

Gonzaga merece o mérito de ter sido o presidente que concedeu 2 aumentos aos servidores da Casa, após 11 anos sem um aumento. Além disso, antes de deixar o cargo, ele deverá conceder mais um aumento importante aos servidores, o 3º em dois anos de gestão. Ponto para ele e para Nicolau, que fizeram uma dobradinha que deu certo.

Grandes investimentos

Foi a dobradinha Gonzaga/Nicolau que conseguiu aproximar o Acre de investidores internacionais, como a China e o Peru, além de melhorar a transparência da Casa Legislativa, que estava em níveis vergonhosos comparado a outros estados.

Abraçados pelo governador

Vale lembrar que a gestão dos dois é defendida pelo governador Gladson Cameli, que fez questão de comunicar a base do Governo o desejo da continuação dos dois no comando da Mesa Diretora.

Agradou todos

A dobradinha agrada até os deputados de Oposição, que mesmo criticando a antecipação da votação, elogiaram a gestão de Nicolau e Gonzaga. Os dois foram reeleitos por unanimidade.

“Poder participar de uma nova eleição e ter os 24 votos, tenha certeza que a gente fica com uma responsabilidade maior de fazer um trabalho melhor e o objetivo final sempre é aproximar a Assembleia da população, votando e apreciando projetos importantes que sempre estão entrando aqui na nossa Casa e eu só tenho a agradecer a confiança dos colegas deputados”, disse Nicolau.

União

Mesmo com os dois trocando os cargos, Nicolau e Gonzaga deverão continuar mais unidos que nunca. O novo presidente só deve assumir a presidência em fevereiro de 2025. Até lá, veremos cada vez mais a dobradinha em destaque.

“Tenho a certeza que vamos continuar trabalhando com essa mesma democracia, com essa mesma motivação, com pouco mais de experiência e o resultado final, não só meu, mas de todos os 24 deputados, é ajudar a população acreana”, disse o novo presidente.

Pesquisa Delta/ContilNet

A pesquisa Delta encomendada pelo portal ContilNet deixou claro que a disputa pela Prefeitura de Rio Branco tem tudo para ser uma das mais acirradas da história.

Pouca diferença

Mesmo Marcus Alexandre liderando as intenções de voto, a diferente entre o atual prefeito Tião Bocalom é de apenas 7 pontos, que facilmente poderão ser revertidos dependendo de como os dois irão se portar durante a campanha.

Balde de água fria no Novo

Os números também caíram como um balde de água fria no deputado Emerson Jarude, que achou que se apegando na narrativa de ‘terceira via’ iria deslanchar. A candidatura ainda não vingou.

Atentos

Porém, a pesquisa não levou em consideração a candidatura de Jenilson Leite. Na época da coleta das entrevistas, o ex-deputado ainda não havia anunciado a candidatura oficialmente. Ou seja, ficaremos todos atentos aos próximos números.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas