Blog do Ton: candidatura de Jenilson cresce e Marcus Alexandre faz seu primeiro gol contra

Na política o mundo não gira, capota

Dias atrás, escrevi nesta santa coluna que existe algo muito pior que subestimar um adversário: fazer isso com alguém que poderia figurar facilmente como um aliado.

Dias depois, a campanha de Marcus Alexandre recebeu o apoio de nada menos que uma ministra de Estado, e ele não estava lá para recebe-la.

Marcus Alexandre é pré-candidato a prefeitura de Rio Branco/Foto: Juan Diaz/ContilNet

Hoje, a legenda dessa mesma ministra — Marina Silva, Rede Sustentabilidade — pode indicar o candidato a vice-prefeito de outra chapa, a encabeçada pelo médico e ex-deputado Jenilson Leite. Que também figurava como um aliado, e que também se sentiu fora da foto. Com boas conversas em Brasília e no Acre.

Na política o mundo não gira, capota. E Marcus, que tinha tudo para fisgar todos os votos da centro-esquerda e dos apaixonados pelo liberalismo social, talvez tenha feito seu primeiro gol contra.

NÃO HÁ NADA — O mal do esperto — ou de quem diz ser — é achar que só a mãe dele fez filho malandro. Na política, não há nada que não possa vir à tona. Nada.

PRODUTIVA REUNIÃO — Não se assustem se, nos próximos dias, senador Alan Rick e vice-governadora Mailza aparecerem juntos em fotos depois de uma produtiva reunião.

APROXIMAÇÃO — E não se assuste também caso, nos próximos dias, seja publicizada uma aproximação entre o prefeito Tião Bocalom e o competente secretário Aberson Carvalho.

MAIS CONVOCOU — O atual governo, que tem na cabeça Gladson Cameli, pode não ter os cartões postais dos governos passados, mas pode ser facilmente o governo que mais convocou profissionais efetivos das mais diversas áreas. E o melhor: pagando salários nas datas certas.

O BOCA QUE O DIGA — A indicação de Marfisa Galvão como vice-prefeita da chapa de Marcus Alexandre foi tratada como algo impossível de evitar. Nem preciso dizer que desagradou muitos cabeças brancas. Tomara que não achem que a indicação vai empanturrar a campanha de dinheiro. Bocalom, na última eleição, que o diga.

NÃO SE VÊ — Com a chancela no nome de Marfisa, Jenilson Leite se afasta cada vez mais dessa aliança. Ele não se vê na foto.

VOLTAR A SONHAR — A boa notícia para o PSD é que a tenda amarela pode voltar a sonhar com uma chapa de vereador. Com Marfisa fora dela, a montagem vai ficar mais fácil. E leve.

SE ENTENDEM — Engana-se quem pensa que os deputados Nicolau Júnior e Edvaldo Magalhães estão juntos apenas em Cruzeiro do Sul. Na Aleac, eles também se entendem muito bem obrigado.

ISSO SIM! — Nenhum virtual atrito político foi empecilho para que a deputada federal Socorro Neri (PP-AC) deixasse de presentear Brasiléia — que completou essa semana mais um ano de emancipação — com a bagatela de R$ 2 milhões em emendas, para investimento em diversas áreas. Isso sim é fazer política. Socorro Neri é um ponto fora da curva nessa atual bancada.

BATE-REBATE

– A Assembleia Legislativa de Roraima abriu pedido de impeachment contra o governador Antonio Denarium, do PP (…)

– (…) Um governador sabe a importância de ter, nos poderes, gente da sua confiança.

– O ex-presidente Jair Bolsonaro e seu ajudante de ordens Mauro Cid foram indiciados no caso das joias sauditas (…)

– (…) O relatório é da Polícia Federal.

– O senador Omar Aziz (PSD-AM) disse que a Argentina tem um presidente vagabundo (…)

– (…) Legal! Combateu a inabilidade do presidente Milei com inabilidade (…)

– (…) Parece um remédio bom (…)

– (…) Que tal cortar a perna de um cavalo por termos levado um coice?

– De acordo com o STF, é dever da escola combater ação homotransfóbica no Brasil (…)

– (…) Ufa! Imagina se isso fosse dever da igreja?

CONFIRA NA ÍNTEGRA A COLUNA DO JORNALISTA TON LINDOSO!

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas