Acusados de assassinar indígena a tiros são condenados a mais de 30 anos de prisão

O crime ocorreu no dia 4 de dezembro de 2022, em Sena Madureira, interior do Acre

A Justiça de Sena Madureira realizou nesta semana mais um julgamento na comarca do Fórum Desembargador Vieira Ferreira, tratando sobre um caso de assassinato ocorrido em 2022.

Pedro Henrique Mendonça Silva e Antônio Marcos Oliveira de Queiroz foram condenados pelo Conselho de sentença.

A vítima foi atingida por três tiros/Foto: Reprodução

Eles sentaram no banco dos réus respondendo pela morte do indígena Fábio Machico Alfredo Jaminawa, ocorrida no dia 4 de dezembro de 2022, por volta das 11:47 horas, na Rua Maranhão.

Naquela fatídica data, Fábio Jaminawa trafegava de bicicleta quando foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta e foi atingido por disparos de arma de fogo.

O indígena ainda foi socorrido com vida, entretanto, não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu no Hospital João Câncio Fernandes. Segundo as investigações, o crime foi motivado pela disputa entre organizações criminosas.

Ao término do julgamento, Pedro Henrique foi condenado a 16 anos, 6 meses e 15 dias de reclusão. Antônio Marcos, por sua vez, foi condenado a 16 anos e 6 meses.

Na sentença, o juiz determinou o cumprimento inicial da pena no regime fechado.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas