Acreano de 13 anos vai a Macapá disputar vaga no Grand Slam de Taekwondo em 2025

Conhecido como o "pequeno tigre", Bryan Azevedo já conquistou mais de 100 medalhas ao longo da carreira e é o faixa preta mais jovem da América Latina

“E lá vamos nós mais uma vez representar o Acre”, brinca o pai de Bryan Azevedo, jovem atleta acreano, de 13 anos, que está indo rumo a Copa Regional de Taekwondo, sendo o único representante do estado no evento, que dará vaga para o Grand Slam da categoria em fevereiro de 2025.

O objetivo de Bryan é um dia competir nas olimpíadas/ Foto: Vitor Paiva/ContilNet

O atleta, juntamente com seu pai e mestre, Levy Azevedo, realizaram a viagem rumo a Macapá, no Amapá, no começo desta quarta-feira (26).

As disputas acontecerão nos dias 28, 29 e 30 de junho. O torneio faz parte do calendário da Confederação Brasileira de Taekwondo, responsável por gerir o esporte no país.

Bryan é o mais jovem faixa preto da modalidade de toda a América Latina, e já conquistou ao longo de sua trajetória mais de 100 medalhas, mesmo com a pouca idade.

Sobre a expectativa e anseios criados por competir nacionalmente representando seu estado de origem, o menino afirma não se intimidar com a responsabilidade.

“As vezes eu sinto um friozinho na barriga antes de lutar, mas só isso, eu nunca fiquei nervoso, pelo menos não lembro. E é muito bom poder levar o estado pra fora, o pessoal fica feliz, acho que por isso dá esse frio na barriga, mas medo não”, pontua.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas