Após racha no Podemos, vereadores do partido em Rio Branco reafirmam apoio a Bocalom

Ambos os parlamentares fazem parte da base do prefeito na Câmara Municipal

O Podemos, partido presidido pelo ex-deputado estadual e atual secretário de Esportes, Ney Amorim, anunciou oficialmente no último final de semana, o apoio a reeleição do prefeito Tião Bocalom, em Rio Branco.

Foto da reunião que sacramentou o apoio do Podemos a chapa Bocalom/Alysson/Foto: Reprodução

Porém, a decisão do presidente parece não ter agradado todos os membros do partido. O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, e atual vice-presidente do Podemos, anunciou que irá levar a questão a Executiva Nacional do partido.

“Sou vice-presidente do partido Podemos e nem fui informado sobre esse acordo. Vou levar o debate para a nacional”, comentou o prefeito.

Após o racha entre os membros, os dois vereadores do Podemos em Rio Branco, Pastor Arnaldo Barros e Hildegard Pascoal, declararam ao ContilNet que apoiam a decisão de Ney em compor a coligação de reeleição de Bocalom. Ambos os parlamentares fazem parte da base do prefeito na Câmara Municipal.

Hildegard Pascoal e Arnaldo Barros, vereadores do Podemos/Foto: Reprodução

“Nós somos dois vereadores posicionados na questão do apoio ao Bocalom. Estamos alinhados ao nosso presidente Ney Amorim. O Podemos é da base do prefeito Bocalom”, disse o vereador Arnaldo Barros ao ContilNet.

Além dos dois vereadores na Câmara de Rio Branco, o Podemos ainda tem dois parlamentares na Assembleia Legislativa do Acre: Fagner Calegário e André Vale.

Questionado se os deputados irão seguir com Ney Amorim e apoiar a reeleição de Bocalom, o pastor declarou que ambos os parlamentares deverão estar alinhados com a decisão do partido. “Pela lógica, o alinhamento desses dois deputados estaduais seria baseado presidente”.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas