Mulher forja a própria morte para ganhar seguro de R$ 3 milhões

A australiana Karen Salkilld fingiu ser sua parceira para entrar com o seguro de vida; documento dizia que ela havia morrido há um ano

Tem gente que faz de tudo para conseguir uma “graninha” extra. Uma mulher australiana decidiu forjar a própria morte para reivindicar um seguro de vida de US$ 718 mil, o equivalente a R$ 3,8 milhões de reais. O problema é que a ideia não deu certo e ela foi parar na Justiça.

Segundo a emissora australiana 9News, Karen Salkilld fingiu ser sua parceira para entrar com o seguro de vida, que dizia que ela havia morrido em um acidente de carro, em dezembro de 2023. Ela também entregou um certificado de óbito falso com uma carta de um delegado.

Após uma semana, a empresa depositou o valor de US$ 718 mil em uma conta bancária aberta por Karen em nome de sua parceira.

Desde então, ela começou a realizar vários pagamentos por meio dessa conta, o que chamou a atenção do banco, que congelou a conta.

Karen decidiu ir à delegacia para recuperar seu dinheiro. No entanto, os documentos de identidade da mulher não passaram no processo de verificação do banco. Ela se declarou culpada no tribunal e foi presa em março. Agora, aguarda a sentença do juiz.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas