Acusado de matar a própria esposa tem morte decretada por facção e se entrega à polícia

O caso chocou a população de Rio Branco

Simey Menezes Costa, se entregou na tarde desta quarta-feira (12), na Delegacia de Flagrantes (Defla), em Rio Branco. Ele é acusado de ter executado a própria esposa, Ketilly Soares de Souza, de 33 anos, que foi encontrada morta no último domingo (9) com várias facadas no abdômen no Polo Benfica, no Segundo Distrito da capital acreana.

Ele se apresentou à delegacia ainda nesta quarta/Foto: ContilNet

Segundo informações de amigos da família da vítima, Simey estava na região da Baixada da Sobral na manhã desta quarta-feira, bem próximo à casa da família dele, procurando por pessoas que ele conhecia para pegar dinheiro emprestado para tentar fugir de Rio Branco.

Um amigo de Simey conversou com o acusado e orientou ele a se entregar à Polícia Civil, pois a morte dele já havia sido decretada pela facção criminosa Comando Vermelho.

Ainda segundo o amigo, os criminosos prometeram que a cabeça de Simey seria arrancada e entregue à família dele.

Muito assustado, Simey falou com a mãe dele que chegou a ligar para um investigador do caso que estava fazendo diligências para fazer a prisão do acusado de matar Ketilly.

O policial civil pediu que Simey se entregasse na Delegacia de Flagrantes (Defla). Em seguida, o acusado foi ouvido e encaminhado para a Delegacia da Mulher (Deam), onde um inquérito será produzido.

Ainda segundo informações da família de Ketilly, a perícia afirmou para eles que a Ketilly não foi morta na manhã deste domingo, mas sim na noite do sábado (8), onde o corpo permaneceu até domingo (9).

Ketilly foi esfaqueada várias vezes e ainda teve as vísceras retiradas da barriga e colocadas em cima do abdômen.

O caso continua sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas