Dia dos Namorados: celebrando o amor em todas as suas formas; confira o artigo de Maysa Bezerra

Hoje é o Dia dos Namorados, uma data que eu adoro comemorar. É um dia especial, cheio de amor e afeto, e acredito que devemos, sim, celebrá-lo, independentemente de termos um namorado ou não.

Para mim, o Dia dos Namorados vai além dos relacionamentos românticos; é uma oportunidade para celebrar o amor em todas as suas formas. Mas, acima de tudo, é um momento para refletirmos sobre o amor-próprio e o cuidado com nós mesmos.

Vivemos em um mundo onde muitos não sabem o que é amar verdadeiramente. Muitas pessoas carregam traumas de infância, sentimentos de rejeição e acabam projetando essas dores nos outros, esquecendo-se do principal mandamento dado por Deus: amar o próximo como a si mesmo. Mas, afinal, o que é esse amor?

Vamos refletir sobre isso juntos. Imagine-se em um avião, durante uma emergência. As máscaras de oxigênio caem. O que os comissários sempre nos dizem? “Coloque a sua máscara primeiro, antes de ajudar os outros.”

Essa orientação é uma metáfora poderosa para a vida. Não podemos dar amor, cuidar dos outros ou ser verdadeiramente presentes se não estivermos cuidando de nós mesmos primeiro.

Nosso ser é um tripé, formado por corpo, alma e espírito. Precisamos estar equilibrados para oferecer o melhor de nós ao mundo. Cuidar do nosso corpo com alimentação saudável e exercícios, nutrir nossa alma com bons sentimentos e conexões significativas, e fortalecer nosso espírito com momentos de introspecção e fé. Quando estamos equilibrados, podemos amar de forma plena e verdadeira.

No entanto, muitas pessoas não amam a si mesmas. Não reconhecem o valor que têm e, por isso, acabam ferindo os outros, mesmo sem querer. Elas precisam aprender a colocar suas máscaras de oxigênio primeiro, a cuidar das próprias feridas, para então, poderem amar e cuidar dos outros de maneira saudável.

Hoje, no Dia dos Namorados, quero convidar você a celebrar o amor em todas as suas formas. Celebre o amor pelos amigos, pela família, pelos animais de estimação, e principalmente, celebre o amor-próprio. Ame-se com a mesma intensidade que você deseja ser amado. Valorize-se, cuide-se e permita-se ser a pessoa mais importante da sua vida.

Quando aprendemos a nos amar, estamos mais preparados para amar o próximo. O amor-próprio não é egoísmo; é uma necessidade fundamental para vivermos em equilíbrio e harmonia. Ao colocar nossa máscara primeiro, garantimos que teremos força e saúde para ajudar os outros.

Concluo este texto com um apelo ao seu coração. Que hoje, você se permita ser amado, mas principalmente, que você se permita amar a si mesmo. Que você cuide do seu corpo, alma e espírito, equilibrando o tripé que forma a sua existência. Que você lembre que, para amar o próximo como a si mesmo, é preciso primeiro conhecer e nutrir o amor dentro de você.

Feliz Dia dos Namorados! Celebre o amor, celebre a vida, celebre você. ❤️

Maysa Bezerra

Coach e Escritora 

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas