Hospital do RN usa embalagem de bolo como máscara de oxigênio para bebê

Devido à demora na transferência para a UTI pediátrica, foi necessário usar o equipamento improvisado

Um bebê de apenas três meses, internado com suspeita de bronquiolite, recebeu oxigênio através de uma embalagem de bolo improvisada como máscara no Hospital Municipal de Santa Cruz, na região Agreste potiguar. A situação foi confirmada pelo município.

A unidade de saúde divulgou uma nota, assinada pela direção técnica, detalhando que o paciente de 3 meses e 20 dias foi admitido no hospital no último sábado 8 com sintomas graves de desconforto respiratório, congestão nasal, febre, rinorreia, vômitos e diarreia.

De acordo com o hospital, o bebê recebeu medicação e a equipe médica imediatamente solicitou vaga em uma unidade com UTI pediátrica. No entanto, devido à demora na transferência, foi necessário usar o equipamento improvisado.

“O paciente apresentava quadro clínico grave, com desconforto respiratório e taquidispineia”, destacou a nota.

Segundo o G1 RN, O município esclareceu que o hospital não é especializado em urgência materno-infantil. A médica plantonista, diante da emergência, utilizou a embalagem de bolo para montar um leito semi-intensivo, atendendo à necessidade imediata da criança enquanto aguardava a regulação para a UTI.

Na manhã desta terça-feira 11, o município informou que a criança estava sendo transferida para o Hospital Varela Santiago, em Natal, em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas