Acre registra gastos acima de R$1,5 trilhão com danos causados por enchentes e secas, veja;

Acre emite quase 200 decretos de emergência por causa de enchentes e secas

As inundações que têm assolado o estado do Acre nos últimos anos têm mostrado um aumento tanto em intensidade quanto em impacto devastador.

Os danos causados pelas águas em Rio Branco, Brasileia e Xapuri, assim como nas áreas do Baixo e Alto Acre, foram estimados em cerca de R$1.628.414.095, conforme relatórios da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Foto: Marcos Vicentti/Secom

As enchentes anuais e secas severas são grande parte do motivo dos altos gastos/Foto: Marcos Vicentti/Secom

Entretanto, os eventos naturais não se limitam apenas às enchentes, mas abrangem todos os desastres naturais que ocorreram nessas regiões.

Como medida preventiva para mitigar futuras calamidades, a cidade capital do Acre, Rio Branco, está em processo de construção de duas barragens. Uma delas será instalada em uma das nascentes do Rio Acre, enquanto a outra será construída no igarapé São Francisco.

Um comitê de colaboração foi formado, contando com representantes de organizações sociais, setor privado e governo estadual.

Universidades, órgãos governamentais e empresas privadas com expertise em consultoria também estão sendo encorajados a participar desse esforço conjunto.

De acordo com os registros da CNM, nos últimos dez anos, foram emitidos 196 decretos de emergência devido a uma variedade

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas