Brasiléia lidera ranking de focos de queimadas e Rio Branco tem o menor índice de 2024; veja números

Brasiléia lidera o ranking, enquanto Rio Branco possui menor número

O monitoramento hidrometeorológico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), disponibilizado nesta quarta (05), mostrou dados sobre as queimadas no Acre. Um dos dados, que chama atenção, é o de focos de incêndio.

Desmatamento e queimadas dentro da Reserva Chico Mendes/Foto: Ramon Aquim

Houve registro de 43 focos segundo dados de satélite. O município de Brasiléia lidera com 7 focos, seguido por Rodrigues Alves, Cruzeiro do Sul e Feijó com cinco focos cada.

Além disso, Sena Madureira e Tarauacá têm quatro focos, Xapuri tem três, Mâncio Lima, Capixaba e Plácido de Castro têm dois cada, e Acrelândia, Assis Brasil, Senador Guiomard e Rio Branco têm um foco cada, o menor índice. Os demais municípios não registraram casos desse tipo.

Rio Branco tem menor número de focos de incêndio/Foto: Reprodução

“Diante de tais condições, o prognóstico climático para o trimestre junho-julho-agosto/2024 é de chuvas abaixo da média em todo o estado do Acre, Rondônia, faixa oeste do Mato Grosso e extremo sul do Amazonas […] Nas demais áreas da Amazônia Legal, a precipitação ficará próxima da média climatológica”, diz o documento.

O diagnóstico também prevê o fim do El Niño e uma condição neutra. Também considera o aquecimento anormal no Atlântico Tropical, especialmente no Atlântico Norte, o que afetará a atividade e a posição da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), causando muita variação em seu comportamento.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas