Justiça condena Estado a pagar R$ 300 mil por morte de jovem filmado no chão de hospital em 2021

A Justiça condenou o Estado do Acre a indenizar em R$ 300 mil, por danos morais, a dona de casa Maria da Conceição da Silva Oliveira, de 38 anos, mãe de Bruno Oliveira Lima, que morreu no dia 28 de dezembro de 2021, no Hospital Sansão Gomes aos 17 anos, em Tarauacá.

Antes de sua morte, o adolescente foi filmado deitado no chão do hospital agonizando com falta de ar enquanto esperava atendimento médico. As imagens foram feitas por um familiar de Bruno e viralizaram na internet.

A causa da morte, segundo a certidão de óbito, seria insuficiência respiratória e pneumonia. A mãe do adolescente alegou negligência médica e decidiu processar o Estado em 2022.

A Juíza Rosilene de Santana Souza afirmou que tanto a médica plantonista, como os médicos e equipe de saúde, foram omissos em suas atitudes ao ver os sinais apresentados pelo paciente. A magistrada ressaltou, ainda, a imprudência e despreparo da equipe.

De acordo com a decisão, ficou constatado pela ficha médica do paciente que a plantonista deixou de solicitar os exames de sangue necessários, solicitando apenas duas horas depois do diagnóstico preliminar do adolescente.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas