Gladson diz que tomará decisão sobre situação do presidente do Iapen acusado de assédio

O governador Gladson Cameli disse em entrevista coletiva, nesta quarta-feira (22), que dará o ultimato sobre a permanência ou saída do presidente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Alexandre Nascimento, acusado de assédio moral contra policiais penais.

“Desde segunda-feira com a equipe, mas vou definir essa situação. Montei uma equipe para averiguar essa situação, para não ser injusto com ninguém, respeitando sempre as opiniões tanto de quem acusa e quem se defende. Mas eu vou tomar providências”, disse.

A fala de Gladson surge após deputados da Assembleia Legislativa do Acre repudiarem o caso e pedirem o afastamento de Alexandre Nascimento.

Entenda o caso

De acordo com a denúncia, Alexandre teria agido de maneira arbitrária e desrespeitosa contra policiais penais integrantes da equipe B do Presídio Feminino, durante uma reunião realizada na unidade prisional.

A nota diz ainda que o presidente teria ameaçado as servidoras e declarado que os celulares delas estariam grampeados.

“O gestor de forma vil e ultrajante, por motivações pessoais e desvinculadas do exercício da função, brandou ameaças as integrantes da equipe, em situação de total descontrole emocional, utilizando do aparato estatal como meio intimidador, afirmando, inclusive, que as mesmas estavam sendo investigadas e que haviam celulares “grampeados”, destaca trecho da nota emitida.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas