Avião que caiu em rio levava copiloto sentado no chão e teve falta de combustível, diz passageiro

Um dos passageiros que estava no avião que caiu na última segunda-feira (20), no Rio Tarauacá, interior do Acre, o agricultor Genesio Rodrigues de Olinda, de 34 anos, confirmou que a aeronave, que só poderia transportar duas pessoas, na verdade estava com três quando caiu, e que faltou combustível na aeronave.

A afirmação foi dada com exclusividade ao site Ac24horas. O agricultor disse, ainda, ter pagado o valor de R$ 300 pelo voo, que saiu do município de Jordão, com destino a Tarauacá.

A aeronave não tem autorização para atuar como táxi aéreo. Genesio contou que estava sentado lugar do copiloto, enquanto o profissional ficou na parte de trás do avião, sentado no chão e sem o cinto de segurança.

“Na hora da falha do motor, eles pediram para eu soltar o cinto. O piloto disse que faltou combustível. Aí ele arremeteu na praia, em seguida, com o impacto, caiu dentro do rio”, conta.

Genésio conta que nem o piloto e nem o copiloto sabiam nadar e após a queda do avião, o piloto, identificado como Pedro Rodrigues Parente Neto, estava se afogando e foi salvo por ele.

A aeronave não tinha autorização para atuar como táxi aéreo/Foto: Reprodução

O agricultor teve um corte no rosto, com o impacto da queda. Ao Ac24horas ele contou que mora no Jordão e que estava indo para Tarauacá para se deslocar até Cruzeiro do Sul. A aeronave já estava há dois dias no Jordão, segundo ele.

Duração do voo e a queda

Um outro fato que chamou a atenção do passageiro foi a duração do voo, que no geral, dura 40 minutos entre as duas cidades, e nesse em questão já durava 1h10, quando caiu no rio.

Genesio disse que o piloto e o copiloto estavam com pressa de retirá-lo do local do acidente e que foi levado por moradores por está sangrando.

“Eles não queriam que ninguém filmasse, nem tirasse foto. Como eu estava sangrando, tive que ser levado pelos moradores mesmo antes da chegada dos bombeiros”, relatou.

Ele ainda não conseguiu reaver seus objetos, entre eles, o celular e cartão de banco.  Genesio foi atendido no Hospital Sansão Gomes, em Tarauacá, e depois levado para Cruzeiro do Sul, onde passou por atendimento e foi liberado.

O proprietário do avião, Fábio Bezerra, disse que a aeronave saiu do Espírito Santo com direção a Manaus e que não deveria ter decolado de Tarauacá sem aviso prévio.

Uma equipe do Centro e Investigação e Prevençao de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), deve chegar ao Acre nesta quinta-feira (23) para investigar as circunstâncias da queda. A Polícia Civil de Tarauacá também está atuando na investigação do caso.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas