Com aumento de casos de SRAG, Acre não tem vacinas da gripe nos postos; entenda

Na última semana, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou o novo Boletim InfoGripe. Com dados inseridos no Sivep-Gripe até o dia 13 de maio, o boletim é referente à Semana Epidemiológica (SE) 19, de 5 a 11 de maio e aponta que o Acre é um dos 16 estados que apresentam crescimento de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) com tendência a longo prazo.

O boletim apontou ainda que a nível nacional, a circulação do Vírus Sincicial Respiratório (VSR) mantém valores expressivos de incidência e mortalidade de SRAG nas crianças pequenas.

O documento reafirma o alerta para as internações de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), principalmente em função da influenza A e do vírus sincicial respiratório (VSR), que ainda estão em ascensão em boa parte do território brasileiro.

O Acre enfrenta o aumento de casos de SRAG sem vacina da gripe nos postos.

No ano passado, o Ministério da Saúde decidiu antecipar a campanha de vacinação da gripe no estado.

Tradicionalmente ela é realizada em todo o Brasil entre os meses de abril e maio. A antecipação fez parte da estratégia de microplanejamento, realizada pelo Ministério da Saúde em conjunto com estados e municípios.

De acordo com o Ministério, com a antecipação, o objetivo era fortalecer e ampliar o acesso à vacinação, respeitando as diversidades regionais, em que a organização e a operacionalização consideram a realidade local, direcionando esforços para o alcance da cobertura vacinal.

Vacinação é uma poderosa ferramenta de prevenção. Foto: Odair Leal

Meses depois, em novembro, o Ministério da Saúde iniciou uma nova campanha de vacinação nos estados da região Norte. A campanha encerraria em dezembro, porém, foi prorrogada até fevereiro de 2024.

Com o fim da campanha, o Acre ficou sem estoques de vacinas contra a doença. A coordenadora do Programa Nacional de Imunização no Acre (PNI/AC), Renata Quiles, a previsão é de novas remessas da vacinas só devem chegar em outubro deste ano, com a chegada de uma nova campanha de vacinação.

Em uma nova determinação, em 2023, o Ministério da Saúde adotou a Campanha de Vacinação contra Influenza por Regiões considerando a sazonalidade de cada região do Brasil.

Para Região Norte, considerando o período de umidade e inverno amazônico de dezembro a março, onde o clima favorece maior circulação dos vírus respiratórios, dentre eles a Influenza. Portanto, no 2º semestre de cada ano, acontecerá a Campanha da Região Norte de Vacinação contra Influenza prevista para setembro/outubro.

 “Nós tínhamos um estoque em janeiro e fevereiro e o que tinha disponível nesse estoque foi utilizado e as doses remanescentes o Ministério da Saúde recolheu. Ela estava disponível na campanha. Acontece que a população não buscou na época adequada”, disse.

Decreto de situação de emergência

Na última terça-feira (14), o Governo do Acre decretou situação de emergência em saúde pública em todo o estado. O decreto, que vale por três meses, se dá em virtude do aumento expressivo de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e da superlotação dos leitos de UTI.

A publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) define que a Sesacre coordene a atuação específica dos órgãos e entidades competentes para o enfrentamento da emergência de que trata o decreto e autoriza a adoção de medidas administrativas urgentes que se mostrarem necessárias ao restabelecimento da situação de normalidade.

Sobre

@2024 – Todos os direitos reservados. Hospedado e desenvolvido por RJ Sistemas