segunda-feira,20 maio 2024

Coronel Ulysses e outros deputados são denunciados pela bancada do PSOL por fake news no RS

Tião Maia, ContilNet

O deputado federal Coronel Ulysses (União Brasil-AC) e outros seis parlamentares bolsonaristas da Câmara Federal estão denunciados na Procuradoria Geral da República (PGR) pela bancada do PSOL pela acusação de propagação de fake news relacionadas à calamidade no Rio Grande do Sul.

O PSOL busca a condenação dos parlamentares junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), porque os parlamentares têm prerrogativa de foro privilegiado.

De Brasília, o deputado Coronel Ulysses falou, por meio da assessoria, com o Contilnet sobre a representação da bancada do PSOL e anunciou que os deputados bolsonaristas vão revidar a ação, na semana que vem.

A representação do PSOL é assinada pela deputada Fernanda Melchionna (RS), e subscrita por Sâmia Bomfim, Luciene Cavalcanti, Tarcísio Motta, Luiza Erundina, Taliria Petrone, Erika Hilton, Chico Alencar e Pastor Henrique Vieira. O deputado Túlio Gadelha (PE), da REDE Sustentabilidade, também endossou a denúncia.

A representação da deputada defende que os parlamentares respondem criminalmente por suposto disparo de notícias falsas.

Além do acreano Coronel Ulysses, respondem a ação os deputados denunciados Filipe Martins (PL/TO), Coronel Assis (União Brasil/MT), Gilvan da Federal), (PL/ES), Paulo Bilynskyj (PL/SP), Caroline Rodrigues de Toni (PL/SC) e General Girão (PL/RN).

Todos os parlamentares apontados na representação são acusados de usarem seu tempo de fala na Câmara dos Deputados ou de fazerem publicações em redes sociais, divulgando fatos mentirosos sobre a ajuda humanitária ao Rio Grande do Sul.

Para Fernanda Melchionna, a prática pode ser enquadrada em crimes relacionados à vida e a saúde da população atingida, crimes contra a honra de autoridades e agentes públicos e crimes omissivos por comissão, que é quando promovem impedimento à prestação do socorro imprescindível e, com isso, expõem a perigos ainda maiores a população gaúcha atingida.

“É inacreditável que, diante da maior catástrofe climática do Brasil, parlamentares se utilizem da sua posição para propagar fake news, atrapalhando o trabalho de agentes públicos, autoridades, voluntários, dificultando o socorro rápido, criando confusão, propagando ainda mais o caos, e fazendo com que quem já está sofrendo, sofra ainda mais. É desumano e criminoso”, afirma Fernanda.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul informou que o número de mortos em decorrência das fortes chuvas que atingiram o estado se mantém em 147 pessoas. 127 pessoas continuam desaparecidas, pelo menos 806 feridas por causas de acidentes nas enchentes.

Os números apontam que 450 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul estão afetados pelas chuvas, 538.245 pessoas estão desalojadas, das quais 77.405 estão em abrigos. O estado contabiliza 2.124.203 milhões de habitantes afetados pelos estragos causados.

O deputado Coronel Ulysses anunciou em Brasília que, na semana que vem, os deputados bolsonaristas acusados pelo PSOL vão reagir.

“Na próxima semana, vamos ingressar com representação na PGR contra todos esses deputados do PSOL pela prática dos crimes de denunciação caluniosa e abuso de autoridade”, disse o deputado por meio de sua assessoria de imprensa.

A ação será protocolada por todos os deputados citados na ação do PSOL.

 

Últimas