segunda-feira,20 maio 2024

Macabro: idoso preso por ameaçar crianças em saída de escola teria lista de pessoas para sacrificar

Redação ContilNet

Um idoso de 62 anos, identificado como Raimundo Brazil, foi preso na última quarta-feira (8), acusado de ameaçar moradores do município de Sena Madureira, onde o idoso mora. O ContilNet conversou com o capitão da Polícia Militar, Fábio Diniz, e a delegada Rivânia Franklin, que explicaram que o idoso ameaçava também estudantes da Escola Municipal Guttemberg Modesto da Costa. Segundo informações, o homem teria um caderno com nomes de pessoas que iria sacrificar.

estudantes perto de escola

Raimundo Brazil mora próximo à referida unidade de ensino, fator que aumentou ainda mais a preocupação das autoridades. Diante disso e visando prevenir uma possível tragédia, a Polícia Militar reforçou as ações e manteve policiamento na escola.

“A PM começou a receber solicitação decorrente de importunação por parte de funcionários e alunos da escola Guttemberg há mais ou menos quatro dias. Com o passar do tempo, ele começou a ameaçar tanto os funcionários quanto os alunos. Citava frases ameaçadoras. Em dado momento, a PM conseguiu identificar uma vítima. Na última quarta-feira, por volta das 18 horas, foi preso em flagrante. Em sua residência, foram apreendidos alguns materiais, como por exemplo, caderno com anotações. Elaboramos um completo relatório e encaminhamos para o setor competente”, confirmou o capitão Fábio Diniz.

Segundo informações, a polícia teria encontrado uma lista com nomes de pessoas que o acusado intencionava sacrificá-las, mas não foi confirmado. “Por várias vezes, ele parava em frente ao portão da escola, apontava e ficava falando algumas coisas. Preocupado com a situação, acionamos a Polícia e também comunicamos a situação ao Ministério Público. A PM nos deu total apoio e agradecemos por isso”, disse um servidor da escola Guttemberg que preferiu não se identificar.

Além do caderno com algumas anotações, a polícia também apreendeu armas brancas na residência do acusado.

O homem foi preso pela PM/Foto: Reprodução

A delegada Rivânia Franklin, da Unidade de Segurança Pública de Sena Madureira, está à frente das investigações e disse que Raimundo Brazil não será colocado em liberdade neste momento.

“A nossa preocupação inicial é não permitir que ele volte de imediato às ruas. São diversas as informações de ameaças. Não direcionadas a pessoas específicas, mas a crianças e moradores daquela região e servidores da escola. É preciso uma avaliação psiquiátrica dele, até mesmo uma internação e que posteriormente vai ficar à disposição da justiça. Apuramos que ele mora próximo a escola, mas não sabemos o motivo dessa raiva que eventualmente ele tem dos alunos e dos funcionários dessa escola”, comentou.

“Foram apreendidos cadernos, anotações. Pelas anotações, a gente verifica que é uma pessoa que tem transtornos psiquiátricos. Nessas anotações, tem algumas palavras que fala em matar, deve morrer, são algumas coisas soltas, mas que leva a esse teor de ameaça que ele vem proferindo a algumas pessoas”, completou a delegada.

Além do caderno com algumas anotações, a polícia também apreendeu armas brancas na residência do acusado/Foto: Reprodução

Para se ter uma ideia, a delegada encontrou dificuldades até mesmo para colher o depoimento dele ao longo desta quinta-feira (9). “Tentei algumas vezes interrogá-lo, mas não consegui. Ele se recusa a sair da cela. Até mesmo na cela, tentei conversar com ele, mas não responde. não conseguimos levá-lo para fazer o exame de corpo de delito. É uma situação complicada. Vamos encaminhar para o judiciário para ver qual o melhor caminho”, acrescentou.

A delegada disse também que se manifestará pela internação compulsória de Raimundo Brazil diante das circunstâncias.

Conforme levantamento de informações, o acusado tem passagens pela polícia por homicídio, tentativa de homicídio e outros delitos.

Últimas