segunda-feira,20 maio 2024

Crueldade: pessoa em situação de rua que dormia sobre um papelão tem corpo queimado por ácido

Ithamar de Souza, para ContilNet

O morador em situação de rua, identificado como Francisco Osório de Lima, 35 anos, foi vítima de graves queimaduras provocadas por ácido na noite de segunda-feira (6), na Estrada da Floresta, no bairro da Floresta, em Rio Branco.

Segundo informações repassadas à reportagem pela própria vítima, ele disse durante a noite de segunda (6) que foi até uma distribuidora que fica localizada na Estrada da Floresta e comprou uma garrafa de cachaça, conhecida popurlamente como “buchudinha”, e após o consumo da bebida pegou um papelão e se deitou próximo a um posto de combustível que fica na mesma localidade.

A vítima relatou que minutos depois acordou com o corpo ardendo muito e percebeu que uma pessoa se afastava rapidamente dele, e não conseguiu identificar quem era essa pessoa.

Populares ouviram os gritos e o pedido de socorro de Francisco, e em seguida foi acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que deu os primeiros atendimentos e encaminhou a vítima à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Baixada da Sobral.

O homem foi transferido em seguida ao pronto-socorro de Rio Branco, em estado de saúde estável. O homem recebeu alta médica pela manhã desta terça-feira.

Durante a tarde desta terça-feira, a vítima não aguentou de tanta dor e voltou a dar entrada do PS de Rio Branco, alegando que estava sentido que o corpo dele estava ardendo muito como se estivesse em chamas.

Na avaliação médica foi constatado que no corpo da vítima havia produto químico corrosivo, mas os médicos não chegaram uma conclusão de que substância foi jogada sobre Francisco.

A reportagem foi procurada na noite desta terça-feira para que o caso fosse de conhecimento público pela maldade que foi praticada a uma pessoa que apenas estava dormindo na rua sobre um papelão.

Últimas