TJ nega liberdade a homem que matou esposa adolescente com tiro no olho

Tião Maia, ContilNet

A câmara criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) negou “habeas corpus” com pedido de liberdade para o acusado pela morte da adolescente Lauane do Nascimento Melo, de 16 anos, ocorrida em 21 de julho, em Rio Branco, Mateus Lima de Sousa, de 24. Ele está preso desde que se apresentou, três dias depois do crime, na Delegacia de Polícia Civil de Sena Madureira, e depois transferido para o sistema prisional estadual em Rio Branco.

Lauane do Nascimento Melo, de 16 anos, e Mateus Lima de Sousa, de 24. Foto: Reprodução

A vítima foi assassinada com um tiro no olho e ficou com o rosto desfigurado em uma chácara da Estrada do Barro Vermelho, em uma região após o Complexo Prisional da capital, onde o acusado trabalhava como caseiro de uma propriedade. Após o crime, o suspeito fugiu de motocicleta pela região da Estrada Transacreana, para só se entregar à polícia posteriormente.

No pedido de liberdade do acusado, a defesa argumentou que ele, que matou a esposa com um tiro no olho, tem problemas de visão, é réu primário e tem residência fixa. Os desembargadores que compõem a Câmara Criminal seguiram o voto da relatora Denise Castelo Bonfim, negando a liberdade do acusado. Assim, Mateus Lima de Sousa permanecerá preso, à espera de julgamento,

O assassinato da adolescente por ter sido motivado por vingança, por parte do companheiro, suspeita a polícia. Os investigadores também não descartam que a motivação possa ter ligação com ciúmes.

O suspeito trabalhava como caseiro na chácara onde ocorreu o crime. Antes de fugir, ele foi até o gerente da propriedade e contou que tinha matado a mulher. O gerente foi até a chácara, encontrou a vítima morta em cima da cama e avisou para o dono da propriedade, que chamou a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Últimas