Força do Iaco: com 6 deputados, Sena pode ter até dois secretários estaduais

É comum a cada eleição algumas mudanças acontecerem na geografia do poder, com municípios aumentando ou diminuindo sua representatividade na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados.

Nas eleições deste ano, por exemplo, Feijó viu seus dois deputados, Cadmiel Bonfim e Marcus Cavalcante, irmão do prefeito Kiefer Cavalcante, não conseguirem sua reeleição. Jéssica Sales, de Cruzeiro do Sul, não conseguiu voltar à Câmara dos Deputados. Xapuri, que tinha dois deputados estaduais, Manoel Moraes e Antônio Pedro, teve apenas Moraes, que conseguiu a reeleição.

No entanto, um município se destacou dentre os demais. Sena Madureira surpreendeu ao ser a cidade, após a capital acreana, a eleger mais representantes nas últimas eleições.

Jairo Cassiano pode assumir uma vaga no Governo; e Cirleudo deve permanecer na Seinfra/Foto: Reprodução

A população elegeu 4 deputados estaduais com base eleitoral no município: Gilberto Lira (União), Tanízio Sá (MDB), Gene Diniz (Republicanos) e Pablo Bregense (PSD). De forma ainda mais surpreendente, a população conseguiu eleger dois deputados federais, Meire Serafim (MDB) e Gerlen Diniz (Progressistas).

A força de Sena Madureira na política pode ainda ficar mais forte a partir do ano que vem, também dentro do governo.

O município pode contar com até dois secretários de estado. O primeiro é Cirleudo Alencar, atual secretário de Infraestrutura, que tem chances de permanecer no cargo. A outra possibilidade é o acordo entre o Palácio Rio Branco e o deputado federal e senador eleito, Alan Rick (União), para que o parlamentar indique até dois secretários de estado.

Neste caso, um dos favoritos seria o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-prefeito de Sena, Jairo Cassiano, que é braço direito de Rick e foi coordenador da campanha que culminou com sua vitória ao Senado Federal.

Últimas